FIRST RIDE – KTM Duke 390 (2017)

Primeiro teste de pilotagem em pista com a KTM Duke 390 2017.

Posição de Pilotagem

Volume e Peso

Vibração e Resposta do Motor

Pilotabilidade

Segurança

Design Visual


Veja o vídeo de Test Ride no Youtube

Sobre a moto
Conhecida por seus modelos de motocicleta usados em ralies e enduros, a KTM agora inova e leva sua tradição de boas motocicletas pesadas para modelos mais street. Herdando muito de suas irmãs maiores, a KTM Duke 390cc impressiona já em seu visual diferenciado e agressivo. Com ruído de motor único, o escape não deixa dúvidas sobre qual modelo se está escutando nas ruas da cidade.
A KTM Duke 390cc possui painel muito completo. Contém, além dos instrumentos padrões como velocímetro, conta-giros, odômetro e relógio, dispõem ainda de indicador de marcha no painel digital e Shift Light (dispositivo que indica o momento certo para troca de marchas). O painel é feito de LCD e oferece boa visibilidade ao sol.
A KTM Duke 390cc pesa cerca de 160 Kg e alcança facilmente os 44cv. Possui motor de 6 marchas, o que confere uma capacidade econômica na sexta marcha muito boa. O escapamento é compacto e possui silenciador de três câmaras, posicionado próximo ao centro de massa da motocicleta, o que assegura boa centralização de massa veicular durante a pilotagem. Para a realidade no Brasil, o escapa sofreu uma leve adaptação, mas que nada impacta em sua performance ou em seu visual, muito menos em seu som.
A suspensão das motos é de ponta de linha, sendo do tipo garfo invertido da marca WP de 43mm, seus freios são a disco nas duas rodas, da marca Brembo. A Duke 390cc ainda oferece ABS que pode ser desligado pelo piloto sempre que ele desejar. Os pneus de fábrica são o Pireli Diablo Rosso II, que confere uma alta esportividade a ambos os modelos das motos. É equipada ainda com os itens necessários a boa performance das motos, incluindo aqui areoquip (revestimento especial para os dutos de óleo dos freios) de fábrica nos freios. A marca possui ainda boa parceria entre fabricantes de acessórios, que produzem itens customizados para elas.
De acordo com a revenda do local (Mauri Motos), a manutenção é bem baixa, sendo feitas revisões com 1.000 km, depois a cada 7.500 km. O preço de mão de obra nas revisões é de R$ 250,00 aproximadamente, somando-se a este valor as peças que por ventura precisem ser substituídas e o óleo de motor. Eles sugerem trocar o óleo do motor a cada 2.500 km.

Parceria de
Moto.com.br

Moto cedida por
KTM Brasil
www.ktm.com/br

Mauri Motos
www.maurimotos.br
Av. Assis Brasil, 172, telefones (51) 3391-6842/3391-6843 e também na Assis Brasil, 1374, telefones (51) 3013-1665/3013-1666.

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *